O Futurismo

Foi um movimento italiano ao qual pertenceram Humberto Boccioni e Carlo Carrá; seu propósito era despertar a Itália da apatia cultural em que estava mergulhada desde os finais do século XVIII.
O movimento futurista historicamente vê a luz do dia a 20 de fevereiro de 1909, sendo caracterizado como uma escola de cunho artístico e literário. Este movimento nasceu dos princípios expostos no Manifesto Futurista, publicado no periódico francês Le Figaro por Filippo Marinetti, conhecido poeta italiano.
O Futurismo  abrange a criação sem expressar o real, assinalando a velocidade exposta pelas figuras em movimento no espaço. Foi um movimento artístico que se desenvolveu em todas as artes e exerceu influência sobre vários artistas que, posteriormente, criaram outros movimentos de arte moderna. Repercutiu principalmente em França e Itália, onde infelizmente muitos dos artistas que formavam o núcleo do Futurismo, se aliaram também ao ideal fascista e pró guerra.
Esta corrente desprezava explicitamente todo padrão moral, bem como os valores que permaneceram no passado. Esses meios, explorados pelo futurismo, tiveram eco, posteriormente, em movimentos como o Dadaísmo ou o Concretismo.

Carga de lanceiros, 1915, Umberto Boccioni. Coleção particular.