O Cubismo

O Cubismo surge em França em 1907 e se espalha por todo o mundo, sendo de todas as correntes artísticas a mais reconhecida pelo grande público, muito graças a Pablo Picasso.
O Cubismo Inspirou-se na experiência e na arte final de Paul Cézanne; (Cézanne é frequentemente apelidado como o pai do cubismo através do conjunto final da sua obra, no qual o real é apresentado pela redução a volumes geométricos simples).
O Cubismo consiste pois em representar obras com base na realidade fraturadas por meio da geometrização da forma, de tal modo que se representavam as formas dos objetos vistas de vários ângulos numa simultaneidade de planos.
Este inovador método de construir a imagem pictórica foi desenvolvido por Pablo Picasso e Georges Braque na primeira década do século XX.
Os cubistas usaram as superfícies planas e a perspetiva era simplesmente aparente. A cor foi quase suprimida assentando as obras mais nas formas e no desenho.
Entre 1907 e 1909 reinou a tendência do impulsionador cubismo cézanniano que com o tempo evoluiu noutras duas grandes tendências chamadas de analítica (1910-1912) e sintética (1913-1914).
O movimento mudou para sempre a forma de ver a realidade e constitui uma rutura com a forma tradicional de representação ilusória do objeto no espaço, presente na arte desde o Renascimento.

As meninas de Avignon, 1907, Pablo Picasso, Metropolitan Museum of Art, Nova Iorque, EUA